MENU

09/11/2019 às 19h22min - Atualizada em 09/11/2019 às 19h22min

FIRJAN: Orleans aparece no seleto grupo de municípios bem administrados

Com índice de 0.70 pontos, Cidade das Colinas recebe carimbo de “boa gestão”

A Administração de Orleans tem motivos de sobra para comemorar a análise completa sobre a gestão fiscal do Firjan.  O município recebeu do levantamento a chancela de “Boa Gestão Fiscal”. 

Orleans obteve a pontuação de 0,7013 que coloca o município em 105º lugar no ranking Estadual e em 646º no ranking Nacional, de quebra, coloca a administração Jorge Koch/Mário Coan, no grupo de 1.400 municípios (26,1%), entre os 5.571 existentes no País que foram bem avaliados no levantamento. Segundo o Firjan, 73,9% dos municípios estão em situação fiscal difícil ou crítica.

Quando assumiu, em 2017, o prefeito Jorge Koch pegou o município, segundo os dados do Firjan na 249ª posição no ranking catarinense e 2344º lugar no nacional. De lá para cá, Orleans subiu 144 posições entre as administrações do Estado e impressionantes 1.698 posições no ranking de todos os municípios brasileiros.

A evolução tem explicação e os números falam por si. Em 2016, último ano da gestão Marco Antônio Bertoncini Cascaes, Orleans aparecia com o índice de Gestão Fiscal em 0,4977. A situação geral da gestão pública, segundo o levantamento do Firjan há época era de “dificuldade”. Dois indicadores contribuíram radicalmente para o resultado ruim da administração municipal da época: o gasto com folha de pagamento que recebeu a nota 0,1593, em uma escala que vai de 0 a 1 e também o baixo investimento realizado no município naquele ano. O indicador Investimento, em 2016 alcançou o índice de 0,3891, também em escala que vai de 0 a 1. Ambos os indicadores, segundo o Firjan, colocavam Orleans entre os municípios que tinham “Gestão Crítica”, nestes dois quesitos.

NOVA REALIDADE

Hoje, três anos depois, a situação de Orleans é bem diferente. No levantamento divulgado esta semana, mas com dados do ano passado, os mesmos indicadores que fizeram o município despencar no ranking, em 2016, contribuíram para que a Cidade das Colinas subisse milhares de posições.

O índice geral (IFGF) saltou de 0,4977 para 0,7013. Antes classificado como “em dificuldade”, agora, Orleans respira aliviada com a chancela do Firjan de “Boa Gestão”. Já nos indicadores, os resultados são ainda mais expressivos. Se em 2016 o investimento era considerado crítico (0,3891), na versão atualizada surge com quase o dobro (0,6980). 

No indicador Liquidez (que analisa as despesas postergadas para o próximo ano, - no caso de Orleans, para a próxima administração - , Marcos Cascaes entregou o município para Jorge Koch com a pontuação de 0,4424 (em dificuldade, segundo os números de 2016). Já em 2018, o mesmo indicador subiu para 0,6250 alçando o município ao grupo de “Boa Gestão” também neste quesito.

O único indicador do levantamento deste ano que, segundo o Firjan, merece mais atenção é o de Gasto com Pessoal, porém, apesar de ainda não ser o ideal, também evoluiu expressivamente saltando dos 0,1593 (Gestão Crítica) para 0,4825 (em dificuldade).

O Destaque procurou o prefeito Jorge Koch para que ele comentasse os números do Firjan, no entanto o Chefe do Poder Executivo se encontra em viagem à Gramado para acertar os últimos detalhes da edição do Natal dos Sonhos deste ano. Por telefone, Koch apenas disse que os números apresentados comprovam o que a população de Orleans já pôde perceber no dia a dia da cidade. 

“A boa gestão é e sempre será uma marca da administração Jorge Koch e Mário Coan. Todo o empenho, de toda a equipe da administração municipal, em fazer de Orleans uma cidade cada vez melhor para se viver e visitar, está sendo coroado por este salto, tanto no ranking catarinense, quanto no nacional. Ainda temos muito o que fazer. Podemos melhorar? Claro que sim, mas estes dados transparecem que estamos no caminho certo e a passos largos na busca do desenvolvimento de Orleans”, comemora.

OS NÚMEROS DE ORLEANS NO LEVANTAMENTO

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para prefeito de São Ludgero?

8.1%
7.6%
1.0%
14.2%
1.5%
13.7%
8.1%
2.0%
39.6%
2.5%
1.5%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp