12/11/2019 às 23h15min - Atualizada em 12/11/2019 às 23h15min

SAI ZICA! Depois de nove jogos sem vencer, Tigre bate o Londrina

Apesar do resultado positivo, Criciúma continua na zona de degola. Já o Figueira passou o bastão para o Londrina e dorme fora do grupo que hoje estaria rebaixado

Com infomações do NSC Total
Guilherme Hahn

O Criciúma encerrou a sequência negativa de nove partidas sem vencer, e garantiu o 2 a 0 em cima do Londrina. Na noite desta terça-feira, no Heriberto Hülse, o Tigre venceu a sexta partida em casa na Série B deste ano, e os três pontos mantém o time na briga para escapar do rebaixamento. Com a quinta derrota seguida, o Londrina vai para o Z4 pela primeira vez no ano.

Com 34 pontos, o Tigre ganhou uma posição e dorme como 18º colocado. O Londrina trocou de lugar com o Figueirense, que venceu por 3 a 1 a Ponte Preta, saiu do Z4 e chega aos 38 pontos. Até o encerramento da rodada, nesta quarta-feira, o Tigre fica de olho no jogo do Vila Nova, que é o 19º e joga em casa contra o Guarani.

Depois da vitória em casa, o Criciúma viaja até o interior de São Paulo para buscar mais um resultado positivo, e que pode tirar o time do Z4. Diante do líder Bragantino, o time catarinense joga na sexta-feira, às 19h15min, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

O jogo

Em protesto pelo momento que vive o clube, parte da torcida do Criciúma começou o jogo em silêncio. Bastaram dez minutos para que Léo Gamalho balançasse a rede, depois do cruzamento caprichado de Dnaiel Costa e da assistência de Andrew. O centroavante bateu forte quase a risca da grande área, e abriu o placar. No lance seguinte, não deu mais para Bertotto, e Neris entrou aos 13 minutos de jogo.

O silêncio da organizada durou mais alguns minutos, até que o torcedor começou a cantar e empurrar ainda mais o Tigre. O primeiro tempo foi de poucos lances de perigo, o visitante chegou uma vez com Luidy aos 25, e nada mais. Aos 40 minutos, na bola parada, Daniel Costa quase ampliou a vantagem no Tigre, mas a cobrança de falta bateu no travessão de César.

Ninguém mexeu no intervalo, e o Criciúma continuou melhor na partida. Os donos da casa pressionavam, até que no contra-ataque, ampliaram a vantagem no placar. Foguinho recebeu na direita, limpou jogada e rolou para Andrew, que mandou certeiro no canto direito de César. Aos 41 minutos, Paulo Gianezini fechou a meta mais uma vez, na jogada perigosa de Silvio em duas oportunidades.

Gols: Léo Gamalho aos 10 minutos do primeiro tempo e Andrew aos 35 do segundo tempo para o Criciúma.

Cartões amarelos: Neris (L), Silvio (L), Léo Rigo (L), Carlos Eduardo (C), Daniel Costa (C), Foguinho (C).

Criciúma - 2

Gianezini; Carlos Eduardo, Derlan, Thales e Marlon; Eduardo, Foguinho (Jean Mangabeira), Wesley e Daniel Costa (Reinaldo); Andrew (Vinicius) e Léo Gamalho. Técnico: Roberto Cavalo.

Londrina - 0

César; Silvio, Dirceu, Léo Rigo e Felipe Vieira; Uelber (Junior Pirambu), Pedro Cacho e Bertotto (Neris) e Matheus Bianqui (João Paulo); Léo Passos e Luidy. Técnico: Silvinho.

Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por Lucio Beiersdorf Flor e Michael Stanislau (trio do RS).

Local: Heriberto Hülse.

Público: 4.502.

Renda: R$ 63.150,00.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp